A fraqueza de Bolsonaro em 2022

A fraqueza de Bolsonaro em 2022
Foto: Isac Nóbrega/PR

“Os políticos creem que Bolsonaro chegará a 22 fraco como candidato, desacreditado como gestor, desautorizado como líder, sabendo que seu adversário principal terá todas as chances de derrotá-lo”, diz Rosângela Bittar.

“É verdade que não gostariam de dar o espaço a Luiz Inácio Lula da Silva. O presidente, porém, parece ser o único que ainda não se convenceu de que não foi ele que ganhou a eleição, mas o PT que a perdeu. O temor do centro é que Lula vença no papel do antibolsonaro, situação que querem evitar. O ideal que procuram, sinceramente, é a constituição de um governo liberal, sim, com educação e compostura política, inserido no mundo.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO