A ganância do poder de Dilma

Miguel Reale Junior, ilustre colaborador de O Antagonista, defendeu o impeachment de Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados.

Ele disse:

“As pedaladas não são um mero problema de ordem contábil e administrativa. Foram um recurso utilizado para esconder da nação a situação falimentar do Tesouro Nacional. Eles repetem que não há crime. Eu quero perguntar qual é o crime mais grave: um presidente que coloca em seu bolso uma quantia ou uma presidente que, pela ganância do poder, não vê limites?”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 20 comentários
  1. AGORA MANDA ARRASTAR ESSA PEMBA ATÉ 2018. ESSE ANO JÁ QUASE FOI. O BRASIL AGUENTA MAIS 2017, E EM 2018 BOTA O CARRO NOS TRILHOS! E PT, REDE E COMPANHIA NUNCA MAISSSSSSSSSSSSSS!!

  2. AGORA MANDA ARRASTAR ESSA PEMBA ATÉ 2018. ESSE ANO JÁ QUASE FOI. O BRASIL AGUENTA MAIS 2017, E EM 2018 BOTA O CARRO NOS TRILHOS! E PT, REDE E COMPANHIA NUNCA MAISSSSSSSSSSSSSS!

  3. Se Temer cair, Eduardo Cunha assume a presidência provisoriamente. Não preciso nem dizer como isso é um problema. Se Eduardo Cunha cair, quem assume é o Renan Calheiros, que ainda está tentando convencer a todos que Dilma é a melhor opção. Daí haverá 90 dias para convocar eleições, e quem tem as melhores chances de vencer é a Petista Verde. Acho que dispensa comentários o tanto de atrito político e consequentemente econômico que teríamos até que tudo ocorra, e a economia está na UTI. Temer ao menos vai poder unir o Congresso por dois anos e meio e começar a resolver os problemas de fato.

  4. Eu espero que ele consiga se desligar da chapa da governanta. Ruim com Temer, pior sem ele! Caso cassem a chapa dele também, teríamos novas eleições e quais seriam os candidatos? marina e lula se apressariam a se candidatar e isso seria a continuação de tudo o que aí está, porque o povão dependente das tetas do governo, que prefere ganhar a se ajeitar na vida por mérito próprio, com certeza votará nessas drogas. Resumindo, o Brasil acabaria e adeus ao futuro de nossos filhos e netos. Estaríamos sem saída. Pessoalmente, se isso acontecer, vou-me embora para outro País.

  5. Temer não é ideal, mas é a melhor alternativa para o país nesse momento. Precisamos de atitudes imediatas para remediar o estrago na economia antes que as coisas fiquem ainda piores. Eleição agora para um termo de dois anos seria ainda mais desgastante.

  6. Impeachment NÃO É GOLPE! Mas a tentativa do Temer de se descolar da Dilma, como se não tivesse sido eleito “casado” a ela É UMA BELA TENTATIVA DE GOLPE NA JUSTIÇA ELEITORAL, hein? Isso diz muito sobre o caráter desse senhor. Impeachment de Dilma Já! Cassação da chapa Dilma/Temer Jájá! Cunha: renúncia do cargo de presidente da Câmara Já! Julgamento pelo STF já! Cassação do mandato Já! Renan: Renúncia do cargo de presidente do Senado Já! Julgamento pelo STF já! Cassação do mandato Já! Num país sério tudo isso já teria ocorrido, e teríamos novas eleições democráticas!

  7. A campanha dos dois foi a mesma, se beneficiaram do mesmo dinheiro sujo, um aceitou o outro na mesma chapa, um avalizou o outro na campanha, a chapa é só uma, se elegeu usando recursos ilegais e tem que ser impugnada por inteiro.

  8. Acho difícil comprovar. Eles racharam a conta como amigos que vão ao restaurante? Tb acho que demorou muito para tomar essa atitude, deveria ter feito isso lá atras, qdo as primeiras denuncias vieram a tona. Mas isso é um outro tempo, primeiro vamos nos preocupar com o impeachment dela. Vamos apoiar o governo Temer e se a chapa for cassada aí veremos quais as opções.

  9. Não cola, a chapa tem que ser cassada, não há como desmembrar. Não houve votação em separado para presidente e vice presidente. Não houve campanha em separado para os cargos. A chapa ganhou a eleição de maneira criminosa. Mesmo que fosse possível o vice não saber de nada, quem perdeu a eleição foi a outra chapa.

  10. E é mesmo, Realista. Se continuarem no TSE as petralhas Cruella e aquela da cobertura, a força para vingar a dentuça será tremenda. Ainda bem que Gilmarzão já disse que as ações só serão julgadas em 2017. Até lá, decidimos se Temer vai indo bem, ou se queremos outra solução.