"A gente caiu igual um patinho", diz Kajuru, sobre jabuti do perdão às igrejas

“A gente caiu igual um patinho”, diz Kajuru, sobre jabuti do perdão às igrejas
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Jair Bolsonaro tem até amanhã para decidir se sanciona ou não o perdão aos débitos de igrejas com o Fisco.

Como noticiamos, o jabuti dessa anistia foi enfiado em um projeto sobre precatórios em meio à pandemia da Covid-19 pelo deputado David Soares (DEM), filho do missionário R. R. Soares, e recebeu o apoio do governo Bolsonaro.

No Senado, a votação foi simbólica.

“Foi algo muito estranho. A gente caiu igual um patinho. Não tinha a palavra ‘igreja’ [na emenda], não tinha a expressão ‘perdão de débito’ e, em 5 segundos, em votação simbólica, nós, por unanimidade, perdoamos essa gente de que eu tenho tanta dó, que realmente não tem condições de pagar dívidas fiscais”, ironizou Kajuru.

Quem presidia a sessão, realizada em agosto, era Davi Alcolumbre.

Leia mais: A 'proposta milionária' para votar com o governo.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 97 comentários
TOPO