A “gentileza” de Dilma com a patrocinadora

Não esqueçamos que, de acordo com o lobista Julio Faerman, a safada da SBM pagou, em 2010, 300 mil dólares na Suíça à campanha de Dilma Rousseff — que, agora, devolve a “gentileza”, dando um abatimento de pelo menos 3 bilhões de reais na indenização a ser paga pela empresa que superfaturou contratos com a Petrobras.

Não dá para continuar assim.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200