ACESSE

A grande falha

Telegram

O Globo, em editorial, elogia as principais escolhas de Jair Bolsonaro para seu ministério, em particular Paulo Guedes e Sergio Moro.

Mas ainda falta definir seu articulador político.

Leia aqui:

“Qualquer equipe ministerial pode receber críticas pontuais. No caso de Bolsonaro, por enquanto a grande falha é aausência de definição de quem fará o meio-campo de mediação política entre governo e Congresso. Pode ser que um presidente vindo do baixo clero da Câmara carregue alguns vieses. Eles são visíveis em escolhas ministeriais, mas isto não tira a responsabilidade de Bolsonaro de trabalhar para que haja um terreno aplainado para facilitar o entendimento com deputados e senadores.

O presidente eleito faz bem em vetar conchavos fisiológicos. A questão é como executar negociações com base em projetos, sem toma lá dá cá, e quem as fará. O deputado Onyx Lorenzoni, da futura Casa Civil, transita neste terreno. Outros podem ajudá-lo. Importante é haver logo uma definição, também para evitar que haja zonas cinzentas em que filhos do futuro presidente também atuem como negociadores apenas por terem uma credencial genética. Neste caso, estarão criadas as condições para crises políticas palacianas, num governo que precisa agir rápido, para executar reformas, a da Previdência em primeiro lugar.”

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Entenda AQUI

Comentários

  • Antonino -

    A Globo que tanto mal fez e ainda faz ao Brasil, ao se aliar a essa esquerda criminosa e destruidora quer se redimir? Sejam isentos e trabalhem por um país melhor e não pela sua destruição.

  • Mario -

    A imprensa ainda não se acostumou com a nova forma de pensar da política surgida após apuração das urnas, insiste em dar oxigênio para o velho Centrão e alimentar o atraso colonial do Brasil

  • hugo -

    É muita ingenuidade acreditar que o BOL$Onaro não faz parte da velha política. Nada mudará. Nem tomou posse e já está todo enrolado e, pior, sem explicar a origem do dinheiro.

Ler 53 comentários