ACESSE

A guerra pela liderança do PSB na Câmara

Telegram

Depois do PSL e do PSDB, chegou a vez de o PSB encarar a disputa na bancada pela liderança do partido na Câmara.

É provável que uma nova guerra de listas venha aí.

No ano passado, deputados da legenda assinaram um documento avalizando o acordo para que Tadeu Alencar (PE) conduzisse o grupo em 2019 e Danilo Cabral (PE) tomasse à frente em 2020.

Nesta semana, o deputado Alessandro Molon (RJ), que trocou a Rede pelo PSB em 2018 e liderou a bancada da oposição na Câmara no ano passado, disse que a situação estava pacificada e que ele seria o novo líder.

O grupo de Cabral, no entanto, do qual faz parte, por exemplo, Julio Delgado (MG), quer que o acordo firmado entre os colegas seja cumprido.

Cabral sofreu um infarto e ficou afastado das atividades parlamentares em parte de 2019. De volta ao batente, ele se mostra incomodado com a busca de Molon por protagonismo.

Caciques nacionais do partido, como Márcio França, Beto Albuquerque e Renato Casagrande, já foram alertados para o risco de que a instabilidade na bancada continue nas próximas semanas.

Foto: Reprodução/TV Câmara

COMO ELE VIROU O VICE QUE BOLSONARO QUER. Saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários