A HIPÓTESE DO MPF: AP, SÍTIO, PALESTRAS…

No despacho em que afasta os argumentos da defesa de Lula, Sérgio Moro resume a linha de investigação com que trabalha o MPF e elenca os dividendos de Lula com o petrolão, registra o Estadão:

“A hipótese investigatória com a qual trabalha o Ministério Público Federal, pelo que se depreende de suas anteriores manifestações e da resposta à exceção, é a de que o ex-presidente teria responsabilidade criminal direta pelo esquema criminoso que vitimou a Petrobras e que as supostas benesses por ele recebidas, doação simulada de apartamento, benfeitorias no sítio e no apartamento e remuneração extraordinária das palestras, estariam vinculadas a ele, representando vantagem indevida auferida pelo ex-presidente”.

Faça o primeiro comentário