A ilha de Bolsonaro

A ilha de Bolsonaro
Foto: Isac Nóbrega/PR

“Ilhado, Jair Bolsonaro flerta novamente com o populismo”, diz a Crusoé.

“Foi sintomático que até o ministro da Economia, Paulo Guedes, tenha afirmado que, diante de uma nova onda da pandemia, a prorrogação do auxílio emergencial não é uma possibilidade, mas ‘uma certeza’. O presidente da República quer um programa assistencial para chamar de seu, que o ajude a recuperar a popularidade nos rincões do país, mas não há dinheiro em caixa.

O cenário preocupa, uma vez que Bolsonaro já deu fartas demonstrações de que não é muito cioso da responsabilidade fiscal. Recentemente, por exemplo, discutiu-se no governo a possibilidade de estender o chamado Orçamento de Guerra e o estado de calamidade pública para 2021. A medida abriria caminho para furar o teto de gastos”.

Assine a Crusoé (que também está ilhada – uma ilha no jornalismo) e leia a reportagem completa aqui.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 29 comentários
TOPO