Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A influência de Ramagem

Ao mudar ontem a versão sobre sua nomeação para a diretoria-executiva da Polícia Federal, o delegado Carlos Henrique Oliveira de Sousa desmontou, em parte, o relato de Alexandre Ramagem sobre sua real influência no atual comando da corporação.

Em seu depoimento, na semana passada, o diretor da Abin ressaltou “que não teve qualquer influência” na nomeação de Carlos Henrique para a direção executiva, o segundo posto na hierarquia, abaixo apenas do diretor-geral, Rolando Alexandre de Souza.

Carlos Henrique, porém, como mostramos, afirmou que ele foi sondado por Alexandre Ramagem para o cargo em 27 de abril.

Nessa época, Ramagem era o escolhido por Jair Bolsonaro para chefiar a PF — a nomeação só não se concretizou pela decisão de Alexandre de Moraes que barrou sua posse.

O novo depoimento de Carlos Henrique sugere que, efetivamente, sua escolha para a direção executiva partiu de Ramagem, não de Rolando.

Ex-chefe da PF no Rio admite que foi consultado por Ramagem sobre promoção

Carlos Henrique diz que Ramagem o levou para reunião com Bolsonaro sem Moro e Valeixo

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO