A Lava Jato e o impeachment

Marina Silva usou um argumento desonesto para desqualificar o impeachment de Dilma Rousseff.

Ela disse:

“Há um temor de que isso enfraqueça a Operação Lava Jato”.

O argumento é desonesto por mais de um motivo.

Em primeiro lugar, ignora as tentativas de Dilma Rousseff de obstruir a Lava Jato.

Em segundo lugar, desconsidera que o afastamento de Dilma Rousseff, eleita com dinheiro roubado da Petrobras, representaria uma vitória para a Lava Jato e uma derrota da impunidade.

Em teceiro lugar, é evidente que o impeachment tiraria o foco da Lava Jato, mas isso também aconteceria caso o TSE cassasse o mandato de Dilma Rousseff e tivéssemos novas eleições, como defende Marina Silva.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200