A “legitimidade” de Eliane Cantanhêde

Eliane Cantanhêde escreveu o seguinte:

“E o que vocês fariam se fossem deputados e senadores? A legítima defesa é um direito fundamental. Se eles são indistintamente alvos da fúria popular, estão com a Lava Jato no cangote e na bica de perder o foro privilegiado, deveriam esperar a gulhorina bovinamente? Ou debater uma lei contra abusos de autoridade?”

A premissa é falsa: legislar em causa própria para tentar escapar da Justiça é defesa, mas não é “legítima”.

Eliane Cantanhêde vai tirar férias. Está mesmo precisando.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 1 comentários