A marreca sumiu

Ninguém aceita apoiar publicamente Dilma Rousseff.

Por isso mesmo, o governo quer que os deputados da comissão do impeachment sumam na segunda-feira, quando será votado o relatório de Jovair Arantes.

O Globo conta que deputados do PP, PR e PMDB foram abordados nesse sentido.

“Um deles, o líder do PR, Maurício Quintella Lessa, tendia a não comparecer à sessão. Na noite de quinta-feira, porém, ensaiava voltar atrás e votar na comissão. Apesar de pertencer a um partido governista e de estar sob pressão da cúpula do PR para que ajude a salvar Dilma Rousseff, Quintella tem relatado dificuldades em votar contra o impeachment devido às demandas de sua base eleitoral.

No PR, há dois deputados indecisos e dois com votos contrários ao afastamento da presidente”.

No PMDB, ocorreu o mesmo tipo de assédio:

“O deputado Leonardo Quintão, que tem perfil oposicionista dentro do PMDB, também foi procurado por emissários do governo para que se ausentasse da sessão”.

Ele respondeu:

“Eu ocupei a vaga no plenário de última hora, não tinha interesse em participar da comissão, mas o processo se intensificou tanto que minha base política decidiu que seria prejudicial que eu, neste momento, saísse da comissão. Vou comparecer e vou votar a favor do impeachment”.

O placar da comissão do impeachment, ontem, terminou 1 a 1:

“O governo conquistou o voto do deputado Júnior Marreca, líder do PEN, mas, perdeu o voto de Paulo Maluf, irritado com a ação de Ciro Nogueira”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 26 comentários
  1. Tudo isso tem que ser mudado com uma ampla e elaborada reforma política no futuro quando parcela desse congresso for presa, restando aqueles que respeitam o congresso. Serão anos pela frente para mudar tudo isso.

  2. Ou seja, o Congresso virou uma feira livre. Isso é culpa dos próprios parlamentares q legislaram irresponsavelmente. O bom é q depois dessa hecatombe passar poderemos pressionar por novas leis q nos garantam um Legislativo minimamente decente.

  3. Não sei qual é pior… A v@ca dar a tet@ para filhotes conhecidos A v@ca dar a tet@ para os mamadores mais espertinhos. A v@ca dá a tet@ para qualquer um. De qualquer forma, Quem paga a ração da v@ca e o litro de leite, somos nós.

  4. Isso pq os deputados não tem ética, nem moral. Lideranças são fundamentais, mas qdo se tem um quadro desse não é preciso que um líder diga o que fazer não é mesmo cacique peemedebista! A situação do país é tão gritante, tão obvia que basta ter um pouquinho de vergonha na cara. Mesmo assim, se ainda restar dúvidas, ouça os eleitores, pois somos nós que o elegemos, somos nós que pagamos seu salários, é por nós e não por vocês que estão aí.

  5. Discordo do “ilustríssimo”. O bezerro a ser reconhecido é o povo, e não esta tribo. Não se esqueçam que estão lá pelo povo e para o povo. E foram eles mesmos que geraram esta situação calamitosa! Sem vergonhice! Deveria-se é diminuir este infinito número de “representantes”, eliminar o cargo de suplente (que só serve pra pesar no orçamento), a quantidade de assessores, sendo todos eles concursados; as regalias, carros-oficiais, apartamentos funcionais, ajuda de custo, passagens aéreas, fórum privilegiado, cartões-corporativos, aposentadoria vitalícia. Sigam o exemplo da Islândia.

  6. Meus amigos, a imprensa brasileira é um zero à esquerda. Todos os adjetivos negativos existentes na língua portuguesa poderiam ser usados para definí-la. Desde sempre, vêm acontecendo eventos bizarros que mostravam para onde o Brasil estava indo. Mas, ela, a imprensa, se omitiu. O Brasil já era e a culpa é dela, sim. A imprensa.

  7. Antagonista, bom dia, Não importa, Antagonista, todos continuam mamando. Já estou achando que somente com impeachment nada irá adiante, sem que seja incluído nesta receita, os velhos e sempre eficientes botões dourados. Temo pelo pior em poucos meses, de acordo com o ritmo da selvageria. Aí eles entram em cena. Comunista deixar o poder democraticamente? Impossível. Ainda mais que todos poderão saber o que eles fizeram, caso entre um governo decente – um outro problema, pois isso também não há…

  8. Sói não esqueçam que foram os politicos que criam tal situação..pois só pensam em faturar e não em cuidar do crescimento…É isso que da quando se pensa única e exclusivamente com o bolso.

  9. Começo a acreditar que a coisa não se resolverá pelo congresso ou pelos tribunais se a postura não mudar. A bandalheira e o aparelhamento tomaram conta da máquina pública….e privada. Para completar, como diria Nelson Rodrigues, os “idiot* da objetividade” aplaudem e jogam luz à essa ideia estapafúrdia de novas eleições, endossada nada menos por Marina, Renan e Lula. O momento é de povo nas ruas, pressão no congresso e no STF, oposição subir o tom no parlamento e a imprensa tem que parar de agir como idio* útil.

  10. Michele, os partidos existem porque a legislação brasileira é generosa com partidos novos, dá fundos partidários, gabinetes para lideres etc. A população não tem nada com isso, pois a representatividade é baixa no Congresso, vc vota em determinado candidato de determinado partido, e acaba elegendo outro, de outro partido da coligação. Temos que mudar o sistema eleitoral, para voto distrital ou distrital misto

  11. Segundo Roberto Jeferson o PT usava o poder para arrancar pedaços dos outros partidos e criar pequenos partidos de aluguel, ele tentou fazer isso com o PMDB tentando empurrar deputados para o PSD do Kassab e foi ai que parte do PMDB, incluindo o Cunha, se revoltou contra o PT. A estratégia é Dividir para conquistar, esfacelar os partidos para que o PT comande.

  12. Pior que isso, os parlamentares não tem representatividade, O ELEITOR NÂO RECONHECE SEU REPRESENTANTE, a solução do país começa com voto distrital ou distrital misto.

  13. PÁTRIA EDUCADORA ? OU REPÚBLICA DAS BANANAS? “”Gloriosas”” Forças Armadas? cabe rebuscar na memória . Foram fundadas em 1822 , e logo em seguida TRAIRAM Dom Pedro I forçando-o a abdicação., Depois em 1889, o SARGENTÃO Deodoro por ser inimigo de Silveira Martins que havia sido escolhido pelo Imperador para ser Primeiro Ministro , TRAIU o Império, a Casa de Bragança e , até SEM ENTENDER O QUE FAZIA, proclama ESTA REPUBLIQUETA BANANEIRA QUE NOS ENCHE DE VERGONHA POR MAIS DE UM SÉCULO.