Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A MP da Eletrobras como barganha

A MP da Eletrobras como barganha
Foto: Congresso Nacional/Divulgação

Como registramos há pouco, integrantes da base aliada avaliam, segundo a Folha, que Arthur Lira errou ao ter permitido a aprovação célere de medidas de interesse do Executivo, como a PEC Emergencial e a autonomia do Banco Central.

“O diagnóstico é que, ao entregar facilmente os votos ao governo, ele perdeu poder de barganha”, diz o jornal.

Mas o Centrão acha fácil alguma outra forma de barganhar.

A MP que abre caminho para a privatização da Eletrobras foi entregue por Bolsonaro em 23 de fevereiro, quando Lira prometeu pautar a proposta no plenário na semana seguinte. Nada até agora.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO