A nossa sugestão à Róis-Róis

Outra vez o Brasil foi manchete no Financial Times, o mais influente jornal econômico do mundo. O FT destaca o depoimento em que o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco diz que a Rolls-Royce, mais conhecida no Brasil como “Róis-Róis”, pagou propinas no valor de 200 000 dólares, para fechar um contrato de 100 milhões de dólares com a Petrobras.

Ouvida pelo jornal, a Rolls-Royce afirmou que “não tolera conduta empresarial imprópria” e tomará “as medidas necessárias”.

Para começar a pagar pela conduta empresarial indevida, sugerimos que a Rolls-Royce mantenha um carro seu à disposição dos editores do Antagonista, sempre que eles estiverem em visita a Londres.

Esse modelo está bom para você, dear Diogo?

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200