A OAB está muito preocupada com a ética

A OAB está muito preocupada com a ética
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O tribunal de ética (em minúsculas mesmo) da OAB resolveu notificar Sergio Moro para que, como diretor da Alvarez & Marsal, “não incorra em violação aos preceitos éticos-disciplinares” da profissão.

Explica que empresas de consultoria não podem prestar serviços jurídicos a seus clientes, “incluindo assessoria e consultoria jurídica, nem mesmo por advogados internos, independentemente do cargo ou função exercidos (art. 4º, parágrafo único, do Regulamento Geral do EAOAB)”.

É comovente a preocupação da OAB com a ética de seus inscritos. Mas uma pena que não se veja o mesmo empenho em relação ao exercício da advocacia por filhos, mulheres e sobrinhos de desembargadores e ministros de tribunais superiores – para ficar apenas num exemplo.

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 203 comentários
TOPO