Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A oferta de propina por vacinas que não existiam

Depoimento de Luiz Paulo Dominguetti levantou suspeitas sobre a estranhíssima Davati Medical Suply
A oferta de propina por vacinas que não existiam
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A CPI da Covid viveu seu momento mais surreal ao ouvir o PM bolsonarista Luiz Paulo Dominguetti, que diz ter recebido um pedido de propina de 400 milhões de dólares para vender ao governo vacinas que não tinha, diz a Crusoé.

“Com o avanço da apuração, não era só Dominguetti que não enquadrava no figurino. A Davati Medical Suply LLC, a empresa que o PM diz representar, sediada na região industrial de Austin, no estado americano do Texas, também passou a ser enxergada com desconfiança à medida que se descobriam mais informações sobre o seu histórico.”

“Mesmo com o perfil obscuro e um intermediário nada qualificado, a proposta da Davati de vender vacinas para o Brasil foi, estranhamente, levada a sério pelo governo, a ponto de Dominguetti ter conseguido sentar-se à mesa com o então chefe do setor do Ministério da Saúde responsável pela compra de medicamentos.”

Leia mais aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO