A oficialização do laranja

O Estadão noticiou que a estratégia petista para salvar Lula envolve uma rede de “notáveis” que apoiará o ex-presidente publicamente. Luiz Marinho, um “notável”, já deu início aos trabalhos em entrevista a O Globo.

Nela, o prefeito de São Bernardo tentou vender a ideia de que não há de errado em Lula usar 111 vezes um sítio que, na versão Pinóquio, não lhe pertence. Marinho, contudo, praticamente oficializou Fernando Bittar como laranja na operação.

Leiam o que o “notável” Marinho disse a O Globo:

“Não sei se foi 111 vezes ou 2 mil vezes. Eu não contei. Do que eu conheço, tem duas pessoas que compraram o sítio e disponibilizaram para ele usar, com comprovação de fontes pagadoras.”

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200