A Operação Zelotes, em dois parágrafos

Para quem se perdeu na barafunda de ilegalidades lulistas, a Operação Zelotes, da PF, começou investigando um esquema de propinas para cancelar multas fiscais milionárias no Carf, conselho ligado ao Ministério da Fazenda. Com o desenrolar das investigações, chegou-se à compra de Medidas Provisórias, também no governo Lula, que favoreciam empresas automotivas do ponto de vista fiscal.

Luiz Cláudio, o Lulalinhazinho, entra na história porque uma das suas empresas, a LFT Marketing Esportivo, recebeu 2,4 milhões de reais da empresa Marcondes e Mautoni Empreendimentos, de Mauro Marcondes, lobista suspeito de negociar a edição e aprovação de uma das MPs compradas durante o governo Lula. A justificativa de Luiz Cláudio é de que o dinheiro serviu para financiar projetos na sua “área de atuação”, mas não há sinal de que um centavo dos 2,4 milhões de reais tenha sido empregado em algum projeto esportivo.