A oposição afrouxou

A oposição alegou que “fez política” ao permitir que Renan adiasse a instalação da comissão especial do impeachment de Dilma.

Na verdade, afrouxou.

Romero Jucá disse que o “acordo” foi razoável para evitar que o PT “judicializasse o processo”, se Renan indicasse os nomes do partido.

Agripino Maia classificou como “zero” a chance de o PT usar o desrespeito às normas hoje para uma estratégia futura de barrar o rito.

O Antagonista não teria tanta certeza.

1 comentário

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.