ACESSE

"A Ouvidoria não é inimiga das polícias", diz ouvidor de São Paulo

Telegram

O ouvidor da Polícia de São Paulo, Elizeu Soares Lopes, defendeu hoje a instituição. A Assembleia Legislativa discute um projeto do deputado Frederico d’Avila (PSL) que extingue a Ouvidoria.

“A Ouvidoria da Polícia é uma conquista histórica da sociedade democrática”, afirmou, em nota enviada a O Antagonista. “Sua atividade protege as instituições, a sociedade e os próprios policiais, através da fiscalização e da mediação com as polícias Civil, Militar e Técnico-Científica”.

Lopes se colocou à disposição da Alesp “para apresentar os resultados do trabalho da Ouvidoria desde sua criação, 25 anos atrás, e especialmente desses meses em que estou à frente do órgão”.

“Todos os nossos esforços são no sentido de fazer o trabalho policial no nosso Estado ainda melhor do que já é. A Ouvidoria não é inimiga das polícias, pelo contrário, ela é parte integrante do sistema de segurança pública do Estado de São Paulo e, como tal, defensora intransigente da qualidade do trabalho policial e da polícia”, escreveu.

“A imensa maioria dos policiais é honesto e empenha sua vida na proteção dos direitos humanos e da sociedade. A fiscalização dessa atividade protege e dignifica os bons policiais, afastando e punindo os maus. Essa é uma tarefa de nossas instituições, da Ouvidoria, da Alesp, das corregedorias e de toda a sociedade”, afirmou o ouvidor.

Leia mais: Bolsopetismo pró-impunidade: a aliança para enterrar a proposta de prisão após condenação em segunda instância

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 5 comentários