"A pandemia foi superdimensionada", diz Bolsonaro

“A pandemia foi superdimensionada”, diz Bolsonaro
Foto: Marcos Corrêa/PR

Jair Bolsonaro afirmou há pouco que a pandemia foi “superdimensionada” e que “tudo” o que ele falou sobre a Covid-19 no passado tem se comprovado hoje.

O presidente deu a declaração durante evento no Planalto, no lançamento do programa Retomada do Turismo.

“A pandemia foi superdimensionada. A manchete amanhã. ‘Não tem carinho, não tem sentimento’. Tenho sentimento com todos que morreram. Mas foi superdimensionado. Tudo o que eu falei sobre o vírus lá atrás, e eu apanhava como um cão sarnento em porta de igreja, se comprova que é verdade agora. Até a isenção de impostos para vitamina D. Isolamento vertical, que não podia ser daquela forma. ‘Fique em casa, economia a gente vê depois’ –afundaram vocês. A política fácil, demagógica, vendo prefeito mandar soldar porta de lojas de ferro em São Paulo, algemar mulher na praia de biquíni. Só se vê isso em ditadura.”

Bolsonaro, que falou para o Brasil deixar de ser um “país de maricas”, afirmou que as mortes por fome serão mais numerosas que os óbitos por Covid-19. Até ontem, o Ministério da Saúde tinha registrado mais de 162 mil mortes pela doença.

“Novas pesquisas, ainda não comprovadas oficialmente, mas estudos avançados, têm mostrado que 20% dos óbitos foi Covid, o resto foi outras causas. E nós aqui, em uma onda mundial, fechamos tudo”, disse o presidente.

E concluiu:

“E agora já começa a amedrontar o povo brasileiro com uma segunda onda. Tem que enfrentar, pô. É a vida. Tem que enfrentar. E digo mais: como chefe de Estado, eu tenho que tomar decisões que não me deixaram tomar. Não sei por que cargas d’água. E nós temos que decidir, e decidindo podemos acertar. Não decidindo, já erramos. Então, o que faltou para nós não foi um líder, faltou deixar um líder trabalhar. Eu fui eleito para isso. Imagina se estivesse o [Fernando] Haddad no meu lugar, ou o governador de São Paulo. Que desgraça estaria esse país?”

Leia mais: Quem acredita em “vacina do Doria” ou “vacina do Bolsonaro” precisa abrir os olhos.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 118 comentários
TOPO