A proposta de Edinho

Como mostramos mais cedo, Edinho Silva esteve seis vezes na Funcef entre 2011 e 2014. Pelo menos um desses encontros foi com Carlos Borges, diretor de participações societárias e imobiliárias do fundo de pensão.

Borges e Edinho trataram do investimento de R$ 300 milhões num centro empresarial emAraraquara, cidade natal do petista e, até então, único município do interior de São Paulo a receber aportes da Funcef.