“A peça acusatória chega às raias da leviandade”

Ainda da nota em defesa de Michel Temer assinada pelo advogado Antonio Cláudio Mariz:

“A peça acusatória (da PGR) chega às raias da leviandade quando afirma, como fato constitutivo do crime, o recebimento pelo presidente da República de determinada importância sem dizer quando, onde, como, que horas. É uma afirmação lançada ao léu sem base em fatos, provas, objetividade.”

Faça o primeiro comentário