A pinguela FHC

Hoje, FHC também disse o seguinte:

“Diante das circunstâncias brasileiras, depois do impeachment, o que temos que fazer é atravessar o rio. Isso (o governo Temer) é uma ponte, pode ser uma ponte frágil, uma pinguela, mas é o que se tem.”

Apesar de afirmar o contrário, FHC continua disposto a ser uma pinguela de 2017 a 2018.