A Pixuleco II pode renascer

O MPF de São Paulo finalmente criou a força-tarefa que vai tocar as investigações da Operação Pixuleco II, retirada de Curitiba em setembro por decisão do STF.

O grupo é composto por quatro procuradores tarimbados. Silvio Martins, Rodrigo De Grandis, Andrey Borges e Vicente Mandetta não terão dificuldades para descortinar a frente de corrupção do PT que envolve os ministérios do Planejamento, da Previdência, entre outros.

A investigação foi para SP já bastante adiantada e com o acordo de delação de Alexandre Romano devidamente costurado. Só é preciso coragem para enfrentar a pressão política dos petistas.