A programação de pagamentos da Odebrecht a Eduardo Paes, o 'Nervosinho'

A programação de pagamentos da Odebrecht a Eduardo Paes, o Nervosinho
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O esquema de pagamento de propina pela Odebrecht a Eduardo Paes, o “Nervosinho” nas planilhas da empreiteira, tinha controle rígido, segundo o MP do Rio.

O autor do apelido é o ex-presidente da empreiteira Benedicto Barbosa, que fez delação premiada na Lava Jato. Em seus depoimentos, explicou que deu esse codinome a Eduardo Paes “em razão do perfil inquieto e impaciente do então prefeito”.

De acordo com as provas apresentadas à Justiça na denúncia contra o ex-prefeito, havia acompanhamento das datas e das entregas de dinheiro, com guias de recebimento e registros nas planilhas.

Veja o cronograma:

“Carioquinha” é o apelido do doleiro Álvaro Novis, que atuava como operador financeiro do esquema.

Em nota, a defesa de Álvaro Novis disse que a denúncia contra Paes demonstra a importância de sua delação.

Leia:

“A eficácia e eficiência da colaboração de Alvaro José Galliez Novis, fica mais evidente na medida que as investigações se aprofundam.

É dever do colaborador primar pela verdade, confirmando os atos realizados, corroborando com a Justiça.”

Fernanda Pereira Machado

Leia mais: Moro exclusivo: 'Um teste moral para o país'
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários
TOPO