A propina do aposentado

Roberto Gonçalves deixou a Petrobras em 2012 e hoje está aposentado.

Recebeu propina suficiente para complementar a renda.

Faça o primeiro comentário