A reforma do “palavrão”

Rodrigo Maia cobrou do governo de Michel Temer uma campanha de comunicação sobre o novo texto da reforma previdenciária, informa O Globo.

“As pessoas às vezes tratam a (reforma da) Previdência como se fosse um palavrão. Mas se você vai perguntar por que a pessoa está contra, muitas pessoas não sabem nem direito qual é o mérito da matéria. Esse esclarecimento está faltando, principalmente por parte do governo.”

O governo Temer, em matéria de comunicação, é quase como Lula em matéria de inocência.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Porque não diz de uma vez que ninguém quer devido a falta de transparência! Dizem que é preciso mais nunca mostram onde é gasto e quanto é arrecadado só para o propósito sem a tal da DRU. Alem que só povão vai pagar a conta desta reforma. os 9% mais rico deste pais não serão penalizados com esta reforma.

Ler mais 17 comentários
  1. Porque não diz de uma vez que ninguém quer devido a falta de transparência! Dizem que é preciso mais nunca mostram onde é gasto e quanto é arrecadado só para o propósito sem a tal da DRU. Alem que só povão vai pagar a conta desta reforma. os 9% mais rico deste pais não serão penalizados com esta reforma.

  2. Os contrários à reforma, que comandam corporações fortes do serviço público, não tiveram dificuldades para espalhar, e de forma muito bem espalhada entre a sociedade, que a reforma da Previdência viria para acabar com direitos de quem recebe o mínimo.
    .
    Temer poderia orientar sua máquina publicitária a fazer peças sobre a reforma dizendo que a Previdência arrecada tanto, gasta tanto e o déficit é tanto. E que vai acabar com privilégios. Sem firulas.

    1. Indicação de cargos e recursos orçamentários podem ajudar os políticos que querem se reeleger nas eleições de 2018. Portanto, do ponto de vista eleitoral, a reforma pode até ser bem útil para alguns, contrariando o discurso de que votos serão perdidos com ela.

  3. Falando em “reforma da Previdencia”, a Inglaterra LIBERAL acaba de considerar que o UNER deve pagar salário pois ha vinculo empregaticio. Aqui no Pensamento “liberal” bananocrata ser liberal é diminuir imposto para empresário incompetente, pilantra e sonegador pois reconhecer direitos do povo é burramente considerado “coisa” de esquerda.

    1. ah ! obvio que a mídia dita “liberal” apoia o tal liberalismo pilantrocrata e não divulga tais noticias.
      Realmente o Brasil esta bem longe de se tornar liberal, principalmente se o liberalismo for implantado pelos ditos “liberais” brasileiros que na realidade são simples marionetes do poder financeiro nacional.

      http://www.ambito.com/903081-duro-golpe-a-uber-para-la-justicia-los-conductores-son-empleados-y-debe-pagarles-un-salario-minimo

  4. Nessa tenho que concordar com Maia. O ponto fraco do governo Temer é a comunicação. Todas essas reformas, não apenas a da previdência, deveriam ser explicadas e repisadas à população.

  5. Propaganda e a Publicidade ajuda e muito PT! [Observe o produto vendido a pouco: a “Coração-Valente©”. Sem precisar de “dinheiro” pra comprar.].
    O PT se tornou elegante na mente da gente, via marketing.
    Engana-se e se cai:
    o Milionário-João-Santana, publicitário do Lula-Dilma-PT, e Mônica-Milionária-Moura [«Danoninho Vale por 1 Bifinho»] convenceram — e convencem ainda — a achar Q o PT, o Petismo e Lula são “O Cara”, “”o guerreiro””, Q Coração-ValentA© é nobre (rsrs), Q se está do lado do pobre etc. etc.
    Embuste e vigarice do PT, de dilma (a-Baranga-de-BH) e do brega Lula.
    Publicidade: Tornar o barangão & o ruim, bom e elegante: Via propaganda.
    PT = enganadores de inocentes. (Temer é aguinha-com-açúcar perto).
    PT é Kitsch e barangos: mau gosto enorme.
    (13 anos: lixo degradante).

  6. O que ele quer é mais uma campanha de milhões para repassar a grana que não é dele a publicitários pilantras e à imprensa aberta mercenária em geral, a fim de melhorarem o tratamento dado a ele.

    1. Vinte dias, não. Em 4 sessões que restam em 2017. A reforma decorativa do presidente decorativo foi pro ralo.

  7. Esse Maia é o Aécio do Rio de Janeiro, filhinho de papai e mamãe. O cara não serve pra nada a não ser pau mandado. Podia ser Presidente se tivesse coragem, mas é um frouxo, courinho de pi.ca do Temer!
    Neste pais só tem político cocô!

  8. Agora q o sogrão – angorá – tá com a chave do cofre da publicidade, ficou bem em casa essa “cobrança”.
    Esse nosso país tá ladeira abaixo, mesmo, falta pouco prá gente se explodir!

  9. É verdade, Antagonistas. Nisto o governo não é bom, mas sempre se pode corrigir, certo? E já que falamos aqui de comunicação, vocês têm algo a comunicar, dizer ou comentar acerca dos e-mails do Miller na armação da maracutaia derrotada, exposta e desmoralizada de vocês? Aquilo é sério e pode até anular a “delação” dos Safado Brothers e invalidar as provas da JBS. Têm algo a comunicar? Um comentariozinho que seja? Não? Então tenham um bom dia. Esperneiem à vontade.

    1. Ônibus adevogado do diabo, anular os benefícios até poderia, mas a gravação e a confissão do avô do filho da Marcela, não.
      Tem que manter isso, viu!!!