ACESSE

A relação entre os testes de Covid-19 roubados em Guarulhos e o escândalo do governo de SC

Telegram

Os depoimentos de envolvidos no escândalos dos contratos emergenciais do governo de Santa Catarina revelaram um elo entre o caso com a prisão do empresário chinês Marcos Zheng, suspeito de participar do roubo de 15 mil testes de Covid-19 no Aeroporto de Guarulhos, informa a Crusoé.

Em 11 de abril, quando Zheng foi preso, a Polícia Civil de SP encontrou no escritório do empresário 15 mil testes que supostamente foram roubados em Guarulhos.

No depoimento dos investigados pelas fraudes na compra de respiradores pelo governo de Carlos Moises, os suspeitos afirmam terem sido eles os vendedores dos 15 mil testes apreendidos durante a prisão de Zheng.

“Os depoimentos motivaram advogados de Zheng e outros denunciados pela receptação de carga supostamente roubada do aeroporto a contestarem a acusação na Justiça. Eles sustentam duas versões: a de que a carga roubada não é a mesma furtada do aeroporto e que ela não foi desviada, mas, sim, comprada”, diz a Crusoé.

Leia a reportagem completa aqui.

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

  • Paulo -

    MAFIOSO CHINES, NO BRASIL, É TRATADO COMO EMPRESÁRIO,INVESTIDOR ! TAMBÉM COM ESTE CONGRESSO(80%) PENDURADO NO "SUPREMO"(TOFFOLI, GILMAR,LEVAN,MORAES E ETC) O QUE ESPERARÍAMOS? CONSCIÊNCIAS COMPRADAS!

  • Noely -

    O governador deu a palavra final para a compr dos resperadores, ´naturlamente qie levaria o dele.

  • Ademir -

    O governado de SC é alinhado de primeira hora de Bolsonaro. Até hoje a PF não fez uma diligência sequer, muito estranho.

Ler 15 comentários