“A religião do direito”

Como antecipamos ontem, Cármen Lúcia fez um breve discurso em tom de conciliação, na abertura do Ano Judiciário.

Defendeu o cumprimento da Constituição e a “religião do direito”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Getulio Meira disse:

    Defendeu o cumprimento da Constituição e a “religião do direito”. A Constituição é aquela que rasgaram, emendaram com coisas inexistentes, dividiram,sentaram encima etc etc é está que estão querendo cumprir, mas agora onde já fizeram o que quizeram e nem houve questionamento das atitudes, mais isso parace como uma CEBs dentro do tibunal identica que tem na Igreja. Como tem muita coisa, desregrada.. colocando a opinião pública nacional igual a uma vaca atolada no brejo.... BAGUNÇA TOTAL E MUITA IRRESPONSABILIDAE Não da para acreditar. Vamos a pratica!!!!!!

Ler comentários
  1. Johnny disse:

    RELIGIÃO DO DIREITO ESTÁ PERDENDO A GUERRA CONTRA A RELIGIÃO DA SEITA PETISTA, AGUENTA FIRME AÍ JUDICIÁRIO BRASILEIRO, SENÃO SÓ COM FFAA. SÓ BOLSONARO 2018 PARA PRESTIGIAR O ESTADO DE DIREITO DO BRASIL.

  2. Anham..eu acredito no STF indicado pelos ilustres ex-presidentes disse:

    Teremos agora um discurso de sua excelência, Lula, o PoLvo?