ACESSE

A resposta de Deltan a Aras

Telegram

Deltan Dallagnol afirmou neste domingo, no Twitter, que os procuradores da Lava Jato “têm os mesmos direitos, deveres e proteções dos demais membros do MP para assegurar um trabalho independente”.

A declaração do procurador ocorre depois de a Procuradoria-Geral da República divulgar uma nota afirmando que a força-tarefa “não é um órgão autônomo e distinto do Ministério Público Federal” e que não pode se tornar “instrumento de aparelhamento”.

O procurador da Lava Jato disse ainda lamentar “pelos fatos divulgados no fim da semana, que reportamos para a Corregedoria. O assunto agora deve ser analisado pelas instâncias competentes”.

Como noticiamos, a Corregedoria do MPF vai analisar a acusação dos procuradores da Lava Jato em Curitiba de que a subprocuradora Lindôra Araújo — uma das auxiliares mais próximas de Augusto Aras, — praticou manobra ilegal para copiar bancos de dados sigilosos das investigações informalmente e sem apresentar documentos ou justificativa.

 

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 237 comentários