A resposta do MEC sobre as questões de gênero

A resposta do MEC sobre as questões de gênero
Prédio do Ministério da Educação

A deputada bolsonarista Chris Tonietto, do PSL do Rio de Janeiro, questionou o Ministério da Educação sobre uma rodada de palestras realizada pelo Colégio Pedro II em que foram abordados temas como gênero e sexualidade.

Em ofício enviado à pasta comandada pelo pastor Milton Ribeiro, a deputada perguntou o que o MEC poderia fazer em relação àquela videoconferência, diz a Crusoé.

Em dissonância com o núcleo bolsonarista e com o próprio presidente Jair Bolsonaro, a pasta afirmou que, conforme a Constituição Federal, as redes de ensino têm autonomia administrativa, patrimonial, financeira e didática. Por isso, o colégio seria competente para “adotar instrumentos próprios de formação pedagógica de seus quadros”.

Leia aqui a reportagem completa de Ana Viriato.

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 52 comentários
TOPO