A ressaca da gastança

A situação financeira do Rio só escancara a gastança que marcou os últimos anos da administração pública brasileira e a importância de medidas como a PEC 241.

O governo fluminense está a um passo de consumir 49% de sua receita líquida com o pagamento de salários de servidores — limite previsto na lei de responsabilidade fiscal.

A conta chegou.

Faça o primeiro comentário