A Sociedade Anônima do impeachment

Dez empresários falaram com a Folha de S. Paulo.

Resultado?

“Pesos-pesados que estavam em cima do muro agora defendem a renúncia ou o impeachment de Dilma Rousseff para escapar de um desastre completo na economia”.

O problema é que só dois deles aceitaram que seus nomes fossem publicados pelo jornal.

Flávio Rocha, da Riachuelo:

“É preciso encurtar o mandato da presidente porque o pior cenário são mais três anos com o transatlântico à deriva”.

E Lawrence Pih, do Moinho Pacífico:

“A presidente perdeu a pouca capacidade de governar que lhe restou”.

O resto quer a queda de Dilma Rousseff, mas mantendo rigorosamente o anonimato.