A tese de extorsão é uma falácia

Sergio Moro prova, na sentença de condenação da cúpula da Mendes Júnior, que a tese de que a empreiteira foi extorquida (tese que as defesas de outras empreiteiras também tentam vender a jornalistas ingênuos) é uma falácia, quando se leva em conta a realidade do processo:

“Quem teria ameaçado a Mendes Júnior para que ela pagasse propina até 2013? José Janene estava morto desde 2010 e Paulo Roberto Costa afastado da Diretoria da Petrobras desde abril de 2012. Já Alberto Youssef, o intermediador, não teria potencial para intimidar a Mendes Júnior. Ainda que saiba, por outro lado, que os valores eram também distribuídos a agentes políticos, isso não foi admitido por Sergio Mendes e por Rogério Cunha em seus interrogatórios, tornando toda a versão inconsistente com a realidade provada.”

Faça o primeiro comentário