A testemunha de Dilma

A colunista sobre a qual não temos dúvidas, apenas certezas, dedica sua coluna de domingo à defesa de Fernanda Takai, que se diz espantada com as críticas a seu apoio a Dilma Rousseff.

Takai, pelo visto, não é apenas amiga de Dilma. É também sua testemunha no caso da morte do labrador Nego, que, segundo ela, estava muito doente. “Ele não estava nem se levantando, estava muito prostrado.”

O Antagonista desmentiu AQUI a primeira versão de Dilma de que o cão seria deixado sob cuidados de um assessor após a mudança da petista para Porto Alegre. Obrigada a admitir o sacrifício de Nego, ela alegou que o animal sofria de uma “mielopatia degenerativa canina”.