A tramoia de Cuba e PT contra o Brasil

Em editorial, o Estadão abordou a tramoia urdida pela ditadura de Cuba com o seus comparsas petistas, para atacar o governo brasileiro.

Cuba apresentou uma resolução no Conselho de Direitos Humanos da ONU, em que pede atenção aos “efeitos da dívida externa e outras obrigações financeiras internacionais na total satisfação dos direitos humanos”, afirmando que “programas de ajustes estruturais e políticas de condicionalidades limitam gastos públicos, impõem tetos de despesas e dão atenção inadequada à provisão de serviços sociais, e somente alguns países conseguem alcançar um crescimento sustentável mais alto sob esses programas”.

“A representação do Brasil no conselho entendeu que o trecho era uma crítica direta ao esforço do governo Temer para reequilibrar as contas públicas, destruídas pela incompetência e pelo voluntarismo estatista dos governos do PT. Por isso, os diplomatas brasileiros tentaram negociar a retirada dessa menção, para evitar que fosse necessário votar contra – algo que o Brasil jamais havia feito no conselho.”

A resolução, claro, foi aprovada pela ONU, mas o Brasil se posicionou “claramente contra essa tentativa malandra de constranger o País e distorcer o genuíno esforço para reorganizar a economia e, assim, conservar a capacidade do Estado de atender a população mais pobre”.

Faça o primeiro comentário