ACESSE

A tropa de choque lulista

Telegram

Em maio, o empresário Carlos Alberto Bettoni protestava contra os crimes petistas diante do Instituto Lula, em São Paulo, quando foi covardemente agredido e quase perdeu a vida.

Os agressores: Maninho do PT e seu filho, Leonardo.

Perseguido na rua pela dupla, Bettoni chocou-se contra um caminhão e caiu no chão, já sangrando.

Teve traumatismo craniano e precisou ser operado.

Os petistas foram presos e serão levados a júri popular.

Há uma semana, foram beneficiados por um habeas corpus concedido por Jorge Mussi, do STJ.

É Natal.

 

Operação Lava Toga: a chance de limpar o Judiciário. SAIBA MAIS

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 55 comentários