"A única deficiência que podemos discriminar é a deficiência de caráter"

“A única deficiência que podemos discriminar é a deficiência de caráter”
Foto: Adriano Machado/Crusoe

“Em tempos de ataques à Lava Jato, de incertezas quanto à pandemia, de dúvidas quanto à economia, mas de esperança para o futuro, entendi que valeria uma breve pausa para falar sobre o tema das pessoas com deficiência”, diz Sergio Moro, em sua coluna na Crusoé.

“Sempre entendi que cada sociedade deveria ser julgada a partir do modo como trata aqueles em seu meio mais vulneráveis. Há um caminho longo para percorrer, mas a compreensão de que as deficiências que precisam ser ultrapassadas são as da própria sociedade e não as das pessoas com deficiência é um passo inicial importante. A única deficiência que podemos discriminar é a deficiência de caráter. Essa não interessa a ninguém.”

Leia a coluna completa aqui.

Leia mais: CENSURA À IMPRENSA: O EXEMPLO QUE VEM DO SUPREMO
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 141 comentários
TOPO