A usina da corrupção

A Operação Passe Livre já descobriu que Bumlai fez inúmeros saques de suas contas e que simulou empréstimos pessoais entre empresas da família para abastecer essas mesmas contas. A complexa estrutura financeira montada por Bumlai incluiu empresas do grupo Bertin e doleiros.

Os investigadores identificaram repasses da Usina São Fernando para empresas de fachada de Adir Assad e Alberto Youssef.

No caso de Youssef, o dinheiro circulou primeiro pelas contas da Heber, holding dos Bertin, passou pelas de Nelson Belotti e caiu nas da CSA Project Finance. As contas de Belotti receberam nada menos que R$ 24 milhões da Heber.

A São Fernando não é uma usina, mas uma lavanderia.

Faça o primeiro comentário