A vacina chinesa de Bolsonaro

A vacina chinesa de Bolsonaro
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Depois de participar do jantar de Jair Bolsonaro com os empresários, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que está conversando com a China para destravar a remessa de insumos da Coronavac:

“Estivemos com o embaixador Yang Wanming, e ele tem sido muito sensível a essa questão. Vamos continuar dialogando para buscar superação dessa questão do IFA. E fazer com que o Butantan, que é patrimônio de cada um dos brasileiros, possa ter a sua capacidade de produção restabelecida e ter as doses suficientes para vacinar a nossa população.”

O Instituto Butantan, ontem, teve de interromper o envase de vacinas, por falta de insumos importados na China.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
TOPO