A Venezuela é a preferida do BNDES

A Venezuela foi o país que recebeu mais subsídios do BNDES: 1,4 bilhão de reais.

O cálculo, citado pelo Estadão, foi feito pelo professor João Manoel Pinho de Mello, do Insper.

Em agosto de 2010, por exemplo, a Venezuela emitiu títulos de 12 anos com taxa de juros de dois dígitos: 12,75%. Em dezembro daquele ano, o BNDES assinou um empréstimo, também de 12 anos, com uma taxa bem menor: 4,45%.

A operação com o valor mais elevado, porém, foi o contrato de financiamento entre o BNDES e a República Dominicana para a construção de uma termelétrica. Em 2009, o país emitiu títulos a uma taxa de 10,38% para um prazo de 7 anos. O financiamento do BNDES teve mais que o dobro do prazo – 16 anos – e menos da metade da taxa exigida pelo mercado – 4,14%.

O subsídio bancado pelos contribuintes brasileiros, nesse caso, foi de 656 milhões de dólares.

Mais notícias
TOPO