"A verba, como desviada, possui origem ilícita"

Primeiro a votar no julgamento do recurso de Lula, Felix Fischer rejeitou um dos pedidos preliminares de Lula para levar o processo do triplex para a Justiça Eleitoral.

A defesa alegava que o dinheiro para a reserva e reforma do triplex viria de uma reserva da OAS para abastecer campanhas do PT, o que configuraria o crime de caixa 2 ou apropriação eleitoral indébita.

O ministro, porém, lembrou que o dinheiro tem origem ilícita, a partir de desvios da Petrobras.

“A verba, como desviada, possui origem ilícita. A matéria é totalmente diversa”, disse o relator.

Comentários

  • Nina -

    Repare que o advogado de defesa diz que o dinheiro para reforma do triplex viria de ima reserva da OAS para abastecer a campanha do PT. ATENÇÃO: o réu confessou a posse do triplex!

  • Marcelo -

    Curioso: ao mesmo tempo em que alega que Lula não cometeu crimes, a defesa dá um tiro no pé ao confessar, por conveniência processual, a existência de "crimes eleitorais".

  • Irene -

    Fiz comentarios e todos foram censurados, nao usei um palavrão, começou a censura do antagonista, viva tofoli e Alexandre tomara que consigam fechar este site

Ler 9 comentários