Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A verdade está lá fora

Jason Miller, ex-assessor de Trump ouvido pela PF, retuitou postagem da Secom defendendo MP que restringe remoção de conteúdo abusivo
A verdade está lá fora
Reprodução

O empresário Jason Miller, ex-assessor de Donald Trump, retuitou postagem no Twitter da conta em inglês da Secretaria de Comunicação da Presidência, falando que “o governo brasileiro está assumindo a liderança global na defesa da liberdade de expressão nas redes sociais e na proteção do direito dos cidadãos à liberdade de pensamento e expressão”.

O tuíte da Secom, de segunda-feira 6, defendeu a MP que cria restrições à remoção de conteúdo considerado abusivo pelas plataformas. O texto, que deve ser devolvido pelo Senado, foi editado por Jair Bolsonaro um dia depois de seu encontro com o próprio Miller.

Ontem, quando se preparava para embarcar, foi abordado pela Polícia Federal no aeroporto de Brasília e questionado, por determinação de Alexandre de Moraes, sobre indícios de participação no esquema que opera uma milícia virtual dedicada a “desestabilizar instituições republicanas”. Miller ficou calado.

O empresário foi quem criou a rede social Gettr, depois que Trump foi banido das plataformas tradicionais por ter incentivado a invasão do Capitólio. O Gettr tem hoje 2 milhões de seguidores, dos quais 13,5% são do Brasil.

No sábado, ele participou da CPAC Brasil, versão bananeira da cúpula conservadora americana — aqui, ela é organizada por Eduardo Bolsonaro, que esteve semanas atrás nos EUA com Steve Bannon.

O ex-estrategista de Trump virou guru do bolsonarismo ideológico, que está por trás dos ataques em massa contra autoridades, jornalistas e rivais políticos.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO