A vez do JEC

Ele terá direito a 54 minutos, informa Raimundo Lira.

Tenham paciência.

16 comentários

  1. Dizem que o bom cabrito e o bom baiano não berram. Ele tem que partir para a delação, ou vai apodrecer na cadeia com sua mulherzinha que como dona Dilma, gosta muito de um chiclete.

  2. O petrolão, agora definitivamente ligado ao mensalão, pelo Procurador Geral da Republica, não foram obras do ocaso do Espirito Santo. São produtos de um estratagema de manutenção e ampliação do poder. Nenhum diretor, ou diretores, desviam tanto dinheiro publico, com tal constância e de forma uníssona, sem haver alguém que os cordene acima. Isto é lógico. Tem que ter uma cabeça maior, pensante para se criar tal estratagema. Tenha este quatro ou cinco dedos em sua mão.

  3. Clau 29 minutos atrás Recomendo “Bátima em feira da fruta” para ilustrar essa notícia. Cláudio eu já ri muito quando saiu essa redublagem, mas hoje parece uma conversa grampeada.

  4. O “feira” acho que estava trabalhando para alguma campanha política mas, como não tinha propina, suas ideais no passado, muito BRILHANTE, ficaram ofuscada no presente. Sergio Moro não tem pressa, ele quer depoimentos consistentes que possam levar a novas descobertas.

  5. Santana não vai falar de suas parcerias com Monica Monteiro, Dona da CineGroup, na campanha do chaves na Venezuela?

  6. “uma linha mais agressiva, de contestação” -> chutar a canela do juiz de primeira instância agora é perigoso porque a apelação na segunda instância, mais próxima do juiz do que o STF, tende a confirmar a sentença e a prisão (se for o caso) é imediata.

  7. Acho muito bom ele ficar nas mãos de Sergio Moro. O trabalho dele fez muito mal ao país. Além disso, será ótimo saber que aquela cara de nojo terá que enfrentar Moro.

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.