Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A 'via judicial' bolsonarista

A via judicial bolsonarista
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Na semana passada, Flávio Bolsonaro disse que acreditava na “via judicial” para tirar Renan Calheiros da relatoria da CPI da Covid.

Ontem, o juiz Charles Frazão deu-lhe razão.

Segundo o Valor, Frazão foi “denunciado pelo Ministério Público Federal, em 2011, por usar, de forma fraudulenta, os nomes de integrantes da Associação de Juízes Federais da 1ª Região para desviar recursos (…).

Julgado pelos desembargadores da 1ª Região, o juiz conseguiu que sua pena fosse mitigada como suspensão. Atribuiu-se o resultado, à época, à influência da desembargadora Maria do Carmo Cardoso. Foi esta desembargadora, que deve ser a próxima presidente do TRF-1, quem, mais recentemente, apresentou seu então colega de tribunal, Kassio Nunes Marques ao senador Flavio Bolsonaro.”

A via judicial, aparentemente, sempre passa por tia Carminha.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO