A vida boa que eles tinham

Os bens de Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, que serão leiloados nos dias 13 e 23 de novembro, refletem a vida boa que os meliantes da Lava Jato levavam às custas do dinheiro público.

O Estadão listou os bens:

– 6 apartamentos do tipo flat no Hotel Blue Tree Premium, localizados em Londrina (PR), pertencentes à empresa GFD Investimentos Ltda, controlada por Alberto Youssef, com lances iniciais entre R$ 145 mil e R$ 190 mil (cada um);

– parte ideal (37,23%) do prédio Connect Smart Hotel (antigo Web Hotel Salvador), em Salvador (BA), em nome da GFD Investimentos Ltda – controlada por Alberto Youssef – que será vendido em 9 lotes: 8 partes ideais de 4% do imóvel (cada) avaliadas em R$ 418.194,06 (cada uma) e uma parte ideal de 5,23% do imóvel, avaliada em R$ 546.788,77;

– um terreno localizada no Condomínio Villagio de Engenho, em Cambé (PR), com área global de 1.266,62 m2, avaliado em R$ 180 mil – este imóvel não está registrado em nome de Alberto Youssef, porém com base em documentos que constam nos autos, sua propriedade fática foi a ele atribuída por decisão judicial;

– uma lancha denominada Costa Azul, ano 2013, com 13,70 metros de comprimento (45 pés), dois motores de centro com Eixo Volvo Penta, avaliada em R$ 3 milhões. A embarcação está em nome da empresa Sunset Global Investimentos e Participações Ltda, de propriedade de Paulo Roberto Costa, localizada na Marina do Condomínio Portobello Resort e Safari, em Mangaratiba (RJ).

Lancha de Paulo Roberto Costa está avaliada em R$ 3 milhões. Foto: Reprodução

O crime compensou até Sérgio Moro pegá-los

Faça o primeiro comentário