ACESSE

A voz do general

Telegram

“A chegada do general Otávio Santana do Rêgo Barros ao reformulado posto de porta-voz de Jair Bolsonaro visa não só dar uma voz ao Palácio do Planalto, mas também tentar acabar com a cacofonia que marcou as turbulentas duas primeiras semanas do novo governo”, diz Igor Gielow.

“Não é casual que ele seja um general de divisão, ostentando três estrelas no ombro. Ele seguirá na ativa, agregado à função civil, podendo inclusive ser promovido no Exército (…).

Integrantes do núcleo militar do governo vinham demonstrando preocupação com os desencontros na comunicação de governo e, muito reservadamente, com o papel da atividade feérica dos filhos de Bolsonaro nas redes sociais, palpitando sobre diversos temas do Executivo.”

Como declarou Maria Silvia Bastos, os militares representam o poder moderador do governo.

O BRASIL PRECISA DE TRÉGUA. Entenda por quê. Leia aqui

Comentários

  • José -

    Generais, atenção, caso não tenham notado, os filhos do presidente tem mandato e não são militares, logo, falam o que quiserem....

  • valdir -

    Bolsonaro tem que os rebentos calarem...

  • ZEZECO -

    O gal nem precisa falar nada,so mandando os trapalhoes do gov ficarem quietos ja ajuda.

Ler 48 comentários