Abdelmassih pede domiciliar ao STF e diz que João de Deus já conseguiu

Abdelmassih pede domiciliar ao STF e diz que João de Deus já conseguiu
EPA/SENAD

De volta ao regime fechado, Roger Abdelmassih recorreu ontem ao Supremo para poder voltar à prisão domiciliar. No pedido, a defesa diz que o benefício já foi dado a outros condenados.

“A prisão domiciliar não é ‘privilégio restrito aos beneficiários do regime aberto’, basta verificar quantos presos estão cumprindo pena em regime de prisão domiciliar. Apenas como exemplo: Eduardo Cunha, João de Deus, Geddel Vieira Lima, Jorge Picciani e muitos outros.”

Assim como Abdelmassih, João de Deus foi condenado por abusar de pacientes, mas conseguiu a domiciliar em março deste ano por causa da pandemia.

O médico havia obtido o benefício em 2017, mas na última segunda (31) teve de voltar para a prisão. Desembargadores do TJ-SP entenderam que ele pode receber cuidados na penitenciária de Tremembé, onde ficará isolado.

A defesa afirmou ao STF que o médico, condenado a 173 anos de prisão por abusar de pacientes, está “gravemente enfermo” e com “risco de morte iminente”.

O habeas corpus está com Ricardo Lewandowski.

Leia mais: Diogo Mainardi: 'O super-Gilmar'
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários
TOPO