"Abre um precedente perigoso", diz Capitão Augusto sobre manutenção de censura à Crusoé

“Abre um precedente perigoso”, diz Capitão Augusto sobre manutenção de censura à Crusoé
Reprodução/Câmara

O deputado Capitão Augusto (PR-SP) disse que a decisão da desembargadora Maria Ivatônia Barbosa dos Santos, do TJ-DF, que manteve a censura pedida por Bia Kicis (PSL-DF) a reportagem da Crusoé “abre um precedente perigoso para democracia”.

“Sou radicalmente contra qualquer tipo de censura, em especial contra imprensa. Abre um precedente perigoso para democracia”, afirmou a O Antagonista.

A reportagem, publicada em 17 de julho, mostrava os empecilhos existentes no Congresso à aprovação da PEC da prisão em segunda instância.

Leia mais: CENSURA À IMPRENSA: O EXEMPLO QUE VEM DO SUPREMO
Mais notícias
TOPO